Almas Ressonantes

História curtinha (um capítulo) de minha autoria original de 19/02/2011 e postada também nos sites: Anime Spirit e Nyah! Fanfiction. Há entrelaçada com a história a música Angels de Whitin Temptation, que foi a inspiração, enfim…  É legal ler ouvindo ela! Acho que é só né!?
Bem, espero que apreciem  ;]



Almas Ressonantes

A que extremos em que que se pode chegar corações feridos e almas perdidas?!
Pode se encontrar refúgio talvez, quem sabe se tiver sorte.
Ou pode apenas ser tarde demais, e se chegar em um caminho sem volta.


image (5)

“(…)

Anjo cintilante, eu acreditei
Que você era meu salvador quando eu mais precisava
Cegada pela fé, eu não pude ouvir
Todos os sussurros, os avisos tão claros

Era uma noite sem luar, o frio profundamente cortante em meio aos uivos agonizantes do vento, acompanhavam meus passos lentos, silenciosos, vagos e calmos, sentia minha face úmida pelas constantes lágrimas, ainda pergunto-me se tudo foi apenas um delírio de minha mente.
 
“- Não devias se aproximar, sabe ao menos quem sou!?” – Foi o que me disse na noite em que nos conhecemos, tua voz era profunda e sussurrada assim como em meus devaneios imaginava ser a de um ser celestial, teu rosto trazia lágrimas e aparentava uma dor profunda, naquela catedral vazia em que me refugiava sempre, encontrei-te, assim como ao meu fim.
 
Um pedido jogado ao tempo, em um sonho de encontrar um alguém que me tirasse de meu casulo, realmente ingênuo, apenas um refúgio…

 

Eu vejo os anjos , eu os conduzirei até sua porta
Agora não há como fugir, piedade nunca mais
Sem remorso porque eu ainda me lembro
Do sorriso quando você me rasgou em pedaços

 

E foi assim todas as noites, meu porto seguro obscuro, a razão eterna de voltar pra’quela mesma catedral todas as noites, e em meio aos traços de meus anjos desenhados na pura folha branca assim como as asas dos mesmos, tu fazia sorrir-me como a tempos pensei que não faria mais, como a tempos pensei que não fosse mais capaz.
 
E em meio a meu sorriso descobri que não o veria mais, será que sabias o quanto era importante, não sei responder, porque tu já se foste e não me disse nada. Não podias ter ido.
 
Você levou meu coração
Me enganou desde o começo
Você me mostrou os sonhos
E eu desejei que eles se tornassem realidade
Você quebrou a promessa e me fez perceber
Que tudo não passava de mentira
 
Não sei se sabias, mas parte de mim já não me habitava desde que lhe conheci, o que batia do lado esquerdo do meu peito já lhe pertencia desde quando mostrava me seus sonhos e anseios. Desejava internamente que todos se realizassem e que eu pudesse estar junto a ti para ver. Mas não foi assim, e tudo não passou de pobres palavras jogadas ao luar noturno em que sempre compartilhávamos.
 
Anjo cintilante, eu não pude ver
Suas intenções sombrias, seus sentimentos por mim
Anjo caído, me conte o porque?
Qual a razão da aflição em seus olhos?
Naquela noite, nossa última, vi que seus olhos se mantinham fora de foco, algo o incomodava, queria que dividisse comigo, hoje sei o porquê, tu simplesmente não podias mais ficar, teria que ir, ir pra onde eu não mais o alcançaria pra onde tuas asas não mais me acalentassem. Para o fim.
Eu vejo os anjos , eu os conduzirei até sua porta
Agora não há como fugir , piedade nunca mais
Sem remorso porque eu ainda me lembro
Do sorriso quando você me rasgou em pedaços
 
Um sorriso e tu me falastes que voltaria, viria apenas para se despedir na noite seguinte, foi a primeira vez em que nossos lábios se tocaram, sentia-me trêmula, um sentimento parecia explodir-se com intensidade em meu peito sem eu saber, logo se separou de mim e sorriu, assim como sempre chamei-o de anjo, o anjo perdido.
 
“- O anjo perdido amou.” – Eram apenas palavras, que tu assentiste, era indescritível seu sorriso, e foi com ele mesmo com que me abandonou.
 
Você levou meu coração
Me enganou desde o começo
Você me mostrou os sonhos
E eu desejei que eles se tornassem realidade
Você quebrou a promessa e me fez perceber
Que tudo não passava de mentira

Minha mente acreditava que mesmo que você se fosse eu ainda te veria, e meu coração implorava por me apegar naquele sonho, sabia que devias seguir seu caminho, mas teu sorriso da noite anterior ainda estava gravado em minha mente, assim como a aflição que eu via em seus olhos.

 
Tudo se acabou quando adentrei a catedral na noite seguinte e vi que tudo não passava de mentiras.
Poderia ter sido para sempre
Agora nós chegamos ao fim
 
Sabia que nada mais estaria no futuro, nem no meu nem no seu…

 

Esse mundo pode ter abandonado você
Isso não justifica o porque
Você poderia ter escolhido um outro caminho em sua vida
O sorriso quando você me rasgou em pedaços
 
Você poderia ter sido tudo, e escolheu o nada. Será que não sabia que eu iria te esperar!? Tu dizias que não acreditava mais na vida, e eu não queria mais viver.
 
Mas acabou-se tudo quando o vi em minha frente àquela maneira.
 
O cheiro de sangue predominava o ar, teu rosto sereno deitado no chão frio parecia trazer um sorriso de alívio, seus lindos olhos estavam fechados, já não mais os poderia ver, nunca mais.
 
Será que era tão errado assim amar, pois isso era o que eu sentia no pouco tempo em que estive ao seu lado, as únicas vezes na vida em que me senti completa. A adaga ainda estava em sua mão ensanguentada, o sobe e desce de teu peito já não existia mais, não há mais porque viver, já que minha vida se foi junto a ti.
 
Em um sorriso encontraremo-nos…

 

Você levou meu coração
Me enganou desde o começo
Você me mostrou os sonhos
E eu desejei que eles se tornassem realidade
Você quebrou a promessa e me fez perceber
Que tudo não passava de mentira

 

A adaga perfurou-me o útero e sorri em meio às lágrimas enquanto sentia o sangue quente ensopar minhas vestes, bem embaixo de uma de tuas mãos encontrei um pequeno bilhete, já fraca ainda consegui ler a tinta borrada, talvez por suas lágrimas:


“Um dia nos encontraremos, agora viverá por mim e por ti, posso ser visto como covarde, mas ao menos aprendi o que era amar por algum tempo, amar é vida…

Agora a você… Viva minha frágil anja.”

 

Sorri em meio às lagrimas, agora chegamos ao fim, amo te como nunca soube o que era amar, mas a vida acabou quando tu resolveste deixar-me, não há mais tempo para pensar, encontraremos-nos mais breve do que imaginou…

 

Poderia ter sido para sempre
Agora nós chegamos ao fim
 
(…)”

 

…Há seres que vem ao mundo apenas para encontrar sua outra metade perdida, assim como um dia aconteceu à outros, o fim depende se quer lutar ou apenas encontrar-se no trágico fim chamado sempre, almas que ressonam e atravessam o infinito tempo…
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s