[Livros] The Hunger Games

 

Aew gente! Bem, post de hoje to considerando especial…
Assunto: Jogos Vorazes! 
Aposto que muitos já curtiram o filme, né!? Pois é, pois é, mas na falta de cinema na cidade, descobri os livros, e foi aí que tudo começou…
 
Agora, nessa bela madrugada de sexta, acabei o 3° e último livro da trilogia, e é com lágrimas que afirmo, o primeiro é só realmente a ponta do iceberg. 
O filme ainda não tive, infelizmente, oportunidade de ver, mas se é tão bom quanto o livro, felizes os que viram.
Bem, a história, toda passa em volta da jovem Katniss, ela sendo a principal, a meu ver seguida de Peeta e Gale. Sim, sim, um triângulo!
Sobre a história, sem interferir na totalidade: 
“The Hunger Games é um romance para jovens adultos escrito pela norte-americana Suzanne Collins. O primeiro de uma trilogia que leva seu nome, foi originalmente publicado nos Estados Unidos em 14 de setembro de 2008 pela editora Scholastic, e lançado em Portugal e no Brasil, respectivamente, em 20 de outubro de 2009 pela Editorial Presença e 29 de maio de 2010 pela Rocco. Narrado em primeira pessoa, o livro acompanha Katniss Everdeen, uma garota de dezesseis anos que vive em um mundo pós-apocalíptico, em um país distópico chamado Panem – localizado onde estaria a América do Norte. O país é dominado por uma metrópole tecnologicamente avançada chamada Capital, que realiza anualmente os Jogos Vorazes, nos quais um garoto e uma garota, entre doze e dezoito anos, de cada um dos doze distritos do país são selecionados através de sorteio para participar de uma batalha televisionada em uma arena da qual apenas um deles deve sair vitorioso e sobreviver.”
(Informações retiradas da Wikipédia – A enciclopédia livre: http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Hunger_Games)
 
 
 
 
 
 
Mas o que falar sobre a personagem principal?
Com toda certeza, com quem mais me identifiquei foi a Katniss, não sei bem se por ser a principal, mas me via concordando ou discordando com seus pensamentos. Katniss é, de modo geral, um pouco masculina, desconhece alguém lutar por si, apesar de esses existirem sim, mas quer defender todos. Passou por fatos que a marcaram no passado, e a miséria parece ter arrancado o que lhe sobrava de sentimentos supérfluos. A primeira vista pode ser vista até como um pouco insensível, por partes, mas é no decorrer da história, que se dá pra perceber mais profundamente sua noção de sensibilidade. A emoção a domina, tudo é motivo de desconfiança, e se você é um recém conhecido, mesmo que futuramente venha a ser considerado um amigo, na totalidade do hoje, é uma possível ameaça.
 
E foi exatamente nisso tudo que me identifiquei, mas não vem ao caso.
Ainda sobre os outros personagens, bem, prefiro não falar e deixar os julgamentos por si só, como disse, Katniss foi com quem mais me identifiquei, mesmo que talvez, tenha a julgado de forma errada, mas fica a critério do leitor. Mas são inúmeros personagens, ao longo da trilogia, e cada um tão importante quanto qualquer outro, feitos na medida.
Aos curiosos, as sinopses dos livros:
 
 
 
Jogos Vorazes: Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?
 
 
Em chamas: Mistura de ficção científica com reality show, passando pela mitologia e pela filosofia, Em chamas é o segundo volume da bem-sucedida trilogia iniciada com Jogos Vorazes, mais novo fenômeno da literatura jovem dos últimos tempos. Com mais de quatro milhões de exemplares vendidos apenas nos Estados Unidos e por 130 semanas na lista dos mais vendidos do The New York Times, a trilogia assinada por Suzanne Collins ganhará adaptação para o cinema, com estreia prevista para março de 2012. Depois de os Jogos Vorazes, competição entre jovens transmitida ao vivo para todos os distritos de Panem, Katniss agora terá que enfrentar a represália da Capital e decidir que caminho tomar quando descobre que suas atitudes nos jogos incitaram rebeliões em alguns distritos. Dessa vez, além de lutar por sua própria vida, terá que proteger seus amigos e familiares e, talvez, todo o povo de Panem.
 
 
A esperança: Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais de lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução. A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo. 
O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra? 
Acompanhe Katniss até o fim do thriller, numa jornada ao lado mais obscuro da alma humana, em uma luta contra a opressão e a favor da esperança.
Ao todo, é uma história violenta, e se for em todos os pontos de vista, não apenas pelo derramamento de sangue, mas violento de emoções também, se se envolver demais até mesmo a dor ao perder sua liberdade, faz-me pensar: ‘O que eu faria?’
 
Na aula de história, estudando as revoltas civis brasileiras, comecei então a entender o que verdadeiramente era o estopim, a pequena faísca para tudo começar a desandar e depois então alcançar (ou não) os objetivos. Sem lutas, não se chega a nenhum lugar, uma trágica verdade humana.
 
Mas, após passar noites mantendo me dormindo pouco para poder saborear pelo menos mais uma palavra, afirmo que não foi apenas uma experiência literária, sinto que aprendi algo verdadeiramente, não sei o que a escritora queria com a história (talvez apenas entretenimento), mas está aí uma história que vou levar como exemplo daqui pra frente, há muito mais pra ser aproveitado em Jogos Vorazes do que uma bela história, há ensinamentos simples entranhados em sua linhas, a cada morte em que se vê a satisfação de ter alcançado o objetivo. Insano? Talvez, mas acima de tudo, humano.

Minha homenagem à trilogia (>///</)
 
E é com grande prazer que digo, que a história da ‘menina em chamas’, realmente me incendiou de forma como poucas outras histórias fizeram.
 
Bem, fica a dica, e obrigada por lerem.
Ja ne ;*
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s