Poesia

 
– Estou sem poesia – afirmei
– E desde quando?
– Desde que tudo começou a fazer sentido…
 
(…)
Poesia
E as flores perderam a cor
Os pássaros ficaram mudos
As árvores tamparam o sol
E o mundo ficou escuro
 
Em um pesadelo acordei
Em um universo vazio
Corri, gritei e feri-me
Mas a única resposta foi um pio
 
Silvo agudo e pequenino
 
Em meu espanto percebi
Era cativa das palavras
E no silêncio obscuro despertei
Roubaram-me a mim
 
Revoltosa, desejo vingança
Devolva-me meu silêncio gritante
E o escuro brilhante
Das montanhas do fim
 
E passivamente entregar-me-ei
 
Que venha o tédio a me guiar
Os ventos a me enlouquecer
O tempo a levar meus devaneios
E o amor a tragar-me lentamente
 
Só imploro que não mate minha poesia

 

————————————————————————————

 

Enton gente! Poesia rapidinha aew, porque eu realmente ‘to sem poesia’ T^T || Sabe qnd tu acorda e começa a pensar demais como se procurasse explicação pra tudo? E o pior, encontra, e nada é bom e justo? E não tem ninguém pra dizer: “Se entope de chocolate, vamos falar merda, e parar de pensar”? D: || Pois é, eu sei como é, (talvez seja falta de cafeína ‘-‘) mas de qualquer jeito saiu issaew >_<
 
Ps.: O diálogo lá no início é alternativo da poesia .-.
Ps².: Sim, o nome da poesia, é Poesia u-u
 
 
É isso, Sayonara!
Milla C.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s