[Irony of Fate] Capítulo 11

O almoço havia sido um verdadeiro desastre ao ver de Diogo, e quando ele se jogou no sofá da sala de seu apartamento a única coisa que queria fazer era matar o maldito filho do vizinho que ouvia alguma música qualquer em um som estridente.

Parou fitando o teto se recordando de pouco tempo antes. Ela estava linda, elegante e discreta, e ele a elogiou enquanto – Enquanto eu fiquei como um idiota apenas olhando! – Repreendeu-se. E no almoço não fora diferente. Enquanto os dois se recordavam das antigas histórias ele apenas a via sorrir para ele, para outro que não era ele, e com tanta naturalidade como jamais se lembrava de ter conseguido arrancar lhe um sorriso.

Então antes mesmo que os pedidos chegassem, inventou uma desculpa, pegou um táxi e saiu rápido de lá. Não sabia ao certo porque o tal de Ethan o incomodava tanto, mas simplesmente não conseguia gostar do homem. – Principalmente com a minha Emi. – Minha?

Ele realmente não estava bem, não era o tipo de cara que sentia ciúmes de suas amigas. Pelo contrário, já perdera a conta de quantas vezes mesmo com alguma, ajudava-a conquistar quem ela realmente dizia amar. Mas tal pensamento em relação à Emi e Ethan o assustava de tal forma assustadora.

Levantou-se do sofá rumando para a cozinha e procurando pela garrafa de vodka. Colocou uma dose em um copo e virou, a bebida desceu quente. – É melhor eu dormir.

 – Vamos lá Emi, não me faça essa desfeita! Você mesma disse que pode pedir férias agora. – O almoço não demorara chegar após a saída de Diogo, e sua retirada apenas deu um pontapé para que continuassem a relembrar os velhos tempos, e por esse mesmo motivo Ethan teve a ideia de Emi voltar com ele para sua cidade natal, de férias, enquanto degustavam vinho tinto e salmão.

– Mas tem o aniversário da Big Think e eles precisam de mim aqui.

Ele assentiu compreendendo, mas logo voltando a falar.

– Façamos o seguinte, eu fico aqui até lá, te acompanho à festa e você volta comigo depois e volta depois do meu casamento, que tal?

Emi suspirou. Ethan era mesmo convincente.

– Tudo bem então, me convenceu – Ela fez uma careta e logo engataram em outro assunto.

Qualquer barulho que viesse de fora não era páreo para o maldito despertador que tocava insistentemente ao seu lado fazendo-a resmungar todo tipo de palavras e maldições qual conhecia. Tirou a mão de debaixo do travesseiro que oferecia um recanto quente e jogou a mão de maneira cansada por sobre o criado-mudo até encontrar a razão de não estar casada com George Clooney e vivendo em uma ilha paradisíaca, o som do objeto se espatifando no chão a fez pensar aleatoriamente.

Preciso de um despertador novo. – Bocejou indo direto para o banheiro onde tomou um longo banho quente e após se vestir e queimar a língua com café se dirigiu para a Big Think. Mal viu o caminho costumeiro passar, e estacionou na garagem subterrânea do lugar, bocejou pela sabe se lá quantas outras vezes havia cometido tal ato e ativou o alarme do carro logo pegando o elevador vazio, provavelmente era a primeira a chegar.

Alcançou o andar levando uma mecha de cabelo para trás da orelha e a passos ritmados adentrou sua sala.

– Bom dia! – a voz lhe assustou e surpreendeu-se ao ver Diogo ali.

– Nossa! Bom dia. – Emi se recuperou do repentino e contido espanto deixando a bolsa descansar sobre a mesa – Madrugou hoje, é?

– Apenas estava sem sono então cheguei mais cedo. E você?

– Depois do meu despertador acabar com meu lindo sonho resolvi me arrumar logo e vir pra cá. – Ela riu de leve acomodando-se.

– Hm… – Ele assentiu a observando por algum tempo de costas, até ela voltar-se para ele.

– Então, o que está fazendo?

– Apenas lendo um pouco – Diogo levantou o livro que estava em mãos, e quando o abaixou de volta trouxe junto o olhar para as páginas voltando a ler, mas sua concentração havia se esvaído, e as palavras apenas passavam por seu olhar.

Emi ao percebê-lo voltar à leitura apenas assentiu saindo em busca de uma xícara de café. Era impressão sua ou Diogo estava diferente? Sem piadinhas, sem atos inoportunos e sem aquele sorriso largo e constante.

Só deve ter tido uma noite ruim… – Ela balançou a cabeça dispersando os pensamentos, enquanto enchia uma xícara com sua amada cafeína. Voltou para a sala apenas após de dar tempo suficiente para que outros funcionários chegassem

A manhã passou rápida e o trabalho estava quase entediante, não havia muito o que se fazer até a tão esperada festa de aniversário, e a equipe se dividia apenas em confirmar alguns pedidos. Faltava pouco para o horário de almoço, e Emi sentia-se incomodada com o novo Diogo: reservado e silencioso. Sua razão – ou melhor dizendo, seu orgulho – diziam para deixar aquilo para lá, que não era da sua conta, mas ela simplesmente não conseguiu. Talvez de modo único, ela se importasse com ele.

 E foi em meio a esse caos na mente, em pensamentos aleatórios, que ela marchou até o dito cujo se sentando em sua frente decidida.

– Diogo? – ele olhou a como se assentindo que ela continuasse – Você está bem?

– E por que não estaria? – Ele perguntou retórico.

– Não sei bem, você está… Estranho. – Diogo abriu a boca para responder, mas o celular dela tocou interrompendo-o – Um minuto. Alô? Oh Ethan, mas é claro! Saio às 11h00. Certo… Beijos. – Ela finalizou a ligação voltando-se para ele – Então?

– Com estranho você quer dizer sem certas ações em seu local de trabalho? – ele perguntou com um sorriso de canto sem humor enquanto ela apenas olhava-o sem reação – Melhor descer logo, pequena. Seu amigo não deve demorar a chegar. Como em um estalo ela assentiu, e lançando-lhe um sorriso descrente pegou sua bolsa e saiu da sala deixando-o sozinho, mas a tempo dele lhe dizer com um falso sorriso. – Bom apetite. Espero que ele engasgue…

separador21

guia

anterior

próximo

Anúncios

2 pensamentos sobre “[Irony of Fate] Capítulo 11

  1. Pingback: [Irony of Fate] Capítulo 10 | Café Meio Amargo

  2. Pingback: [Irony of Fate] Capítulo 12 | Café Meio Amargo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s