Masquerade

Já ouviram falar em mar de emoções? – Não, não sou bipolar (tudo bem, um pouquinho >.<) – Então meus caros, considerem-me em uma atualmente, porque vou contar-lhes, sem pretensões, a vida tem me dado escadas e cortado a madeira.

Mas afinal é o mundo, mutável, sociável e totalmente sem controle – considerem-me ligeiramente desgovernada…

“É apenas que embebedei-me de prazeres falsos pra afogar as realidades, então aqui está um pouco de minha droga favorita… Poesia”

Só desde já atuando minha autoria na frase acima, é que elas me vem sem controle nem hora… E aqui está minha nova obra: Masquerade! – aplausos, obrigada! 😉

separador21

midnight_in_masquerade-

E o pequeno florescer pouco durou

As flores caíram em terras incertas

E pouco se sabe das folhas secas

Não se sabe nem entende o que

O vento quis com sua revolta

Mas tudo apenas se rendeu

Ao acaso dos acasos inércias

Limpo ficou o pisar no incerto

Mas sabe se lá mais o que se perdeu

Em uma estampa de malha fina

Tudo voltou ao início de uma constante

E ao que me consta meus caros

Riam dessa piada infame do destino

Pois o que nos resta é seguir em frente

separador21

E por aqui me despeço por tempo indeterminado, partindo de viajem amanhã, e sinceramente, desisti de seguir planos, dessa vez só vou deixar me levar…

Beijos meio amargos, meus queridos leitores & até mais ver 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s