Sonhos Infantis

Então, postagem rapidinha, só um poema que surgiu de uma conversa de um sonho antigo! Simplesmente descobrir o mundo – e claro, mais uma vez acharem uma ideia louca eu querer ser mochileira, ou algo do tipo, não sei o nome certo.

Não, não vou virar mochileira! Mas um dia ainda saio andando por aí sem saber onde a estrada vai me levar, só uma vontade louca de desbravar o mundo – um agradecimento ao meu amigo Pedro, porque sem ele escutando as loucuras (sério, não sei como me aguenta XP) o poema não teria surgido. (:3)

É por isso mesmo que o nome do poema é: Sonhos Infantis!

Rs’ Eu também acho loucura, mas uma vênia às vontades loucas, por favor.

separador21

123

Ah! Meus queridos sonhos infantis

Jogados em um mar de ideias sem fim

Atropelados pelo tempo e esquecimento

De um mundo em desdobramento

 

Mente frágil e pequenina

Como uma flor que desabrocha

Quis roubar asas para ter o dom

Dos pássaros de um verão sereno

 

Uma fuga para o fim eterno

É o que mais ansiosamente espero

Em uma estrada de andarilhos

Que espera pelo descobrimento

 

Peço carona ao sono então

E uma vez mais poderia vir a mim

Oh! Meus queridos sonhos infantis…

separador21

E pela segunda vez hoje, por aqui me despeço meus caros! Beijos meio amargo e T+ galera. 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s