Silêncio

0123

Então que as palavras se afoguem

As frases voem e o silêncio permaneça

Que a poesia contida se espalhe

Em uma suave canção

 

Deixe-me, eu já sei as notas

Usei seus tons para embalar-me

Enquanto me perdia em uma pirueta

 

Conduza-me apenas então

Nessa dança sem razão

Passos livres em versos

E seu encantado olhar

Na vasta multidão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s